Conjunto Habitacional de Interesse Social 

Arquitetura Bruno Oliveira

Local Sol Nascente Ceilândia DF

Área 25.000m²

Projeto 2016

O LUGAR É A RUA !

Mais que construir uma unidade habitacional, se quis construir “o lugar” em que se possa habitar com qualidade, liberdade e harmonia. Localizado no Sol Nascente em Ceilândia, Brasília, Distrito Federal, o conjunto habitacional de interesse social trata-se de uma iniciativa muito importante e integrada entre governo e sociedade, para o desenvolvimento do país e a valorização da moradia para os menos favorecidos.

 

O novo conjunto habitacional integrará uma rede de importantes espaços e equipamentos públicos que qualificam as áreas da comunidade Sol Nascente. De forma proposital não foi levado ao máximo os coeficientes de aproveitamento permitidos pois pretendeu se que o projeto preservasse a escala local com edificações mais horizontais e retilíneas. Com conjuntos habitacionais de no máximo 3 pavimentos sendo térreo + 2 pavimentos.

 

Na implantação do conjunto, existem duas tipologias de edificações, onde foi proposto o mínimo de 10 unidades habitacionais por bloco e o máximo de 12 unidades habitacionais por bloco. Optou-se pelas habitações com 2 quartos. Está previsto no térreo sempre duas unidades habitacionais para portadores de necessidades especiais.

Em termos de implantação dos blocos foram dispostos de formas variadas, valorizando a espacialidade do contexto urbano e suas perspectivas. A proposta é propiciar espaços mais amplos e abertos. Criou-se uma avenida central de pedestres que conecta todos os terrenos de modo que todos possam circular livremente. Além disso pensou-se em uma ciclofaixa que circunde todo o conjunto. No acesso de cada bloco existe um bicicletário.

 

O acesso aos blocos é em sua grande maioria feito por essa rua, o que permite maior inter relação entre as pessoas, favorecendo do convívio nos espaço públicos criados. Na essência a proposta une por meio da rua todo o conjunto habitacional e gera uma sucessão de fluxos que se conectam.

 

O que se quis foi criar uma pequena vila modesta e moderna. Os espaços dos blocos estão demarcados por meio de platôs e lances topográficos. O espaço público e o privado hora se misturam. Todos os blocos estão semi enterrados 60cm fazendo com que as edificações tenham uma relação mais humana no contexto implantado. Elementos da fachada marcam bem o traço reto e moderno dos blocos. A criação de espaços de convivência e lazer fazem parte do projeto.